segunda-feira, 3 de setembro de 2007

THE HOURS By VIRGINIA WOLF DO KASSEMBE

São duas da manha.
Só isso.
(…)
Ardem-me os olhos
De solidão.
Ainda há mais isso.
(…)
Duas merdas da manhã depois,
Só com o eu e as páginas cagonas
Sobejam-me os palavrões
Para abalroar tudo o que hoje escrevi.

Merdas.
Só isso.
Merdas.
...
É preciso tanto excremento?
Tanto!
Para se ser Virginia Wolf do Kassembe.
Se é só isso que se pede.
Que ela reencarne no Kassembe.
Não precisa ser génio
Só conseguir escrever
F...s!
V. Do K.

3 comentários:

bruno cunha disse...

é a catarse total, virgínia!
e tu sabes escrever, descansa!
;)

NinaSimone disse...

parvoices escreve toda a gente bruno. Mas va la, obrigado pelo afago, descansei e estou de volta menos corrosiva.
Bjo

Iharah disse...

brilhantemente irreverente!