segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Coisas de Chuvas e meteoros

Esse titulo so existe porque assim decidiu. De cada vez que tenho de usar esse precario computador e maligna internet de cafe junto da minha casa em santiago, tenho uma pequena dor de bilis, tenho um serio problema com as teclas, com o stress da velocidade dessa coisa, mas enfim, como estou numa paz, ta-se bem.

Estou a escrever que nem uma possessa!!! Fazem ideia do mar daqui!!! Nao ha oceano no mundo mais bonito do que o mar de kebra kanela. Temos um batimento cardiaco identico, juro, nao eh literatura nao.

Vou para Luanda esta semana mas regresso a CV no final de novembro. Em dezembro. 19 estamos em portugal e meninos. Vamos beber um grogue. Eu levo voces apanham a grande piela. Eu fico observando. O alcool brigando com o vosso sangue e batendo batuques nas vossas ancas. Era mesmo doido de bonito.

Ja coisas de luanda vou vos levar o que luanda mandar. Eu ainda nao sei.

Ando serena e batida de cacau na pele. Como pele minha que sao, fico vos sentindo a falta. Das carecas, das meninas das blusas cor a fazer de rosa, das asas de larva borboleta, dos caramelos, e dos sabores inteiros que me oferecem num certo a toa.

Um beijinho muito concreto com sabor a saudade.

V.

2 comentários:

alf disse...

Vai ser um momento bonito de se ver esse da grande piela - até porque será a minha primeira!!!

Há uma coisa que vais trazer daí por certo: um aroma de paraíso!

Cá te esperamos com saudade e, porque não confessá-lo, com alguma inveja... mas é uma inveja amiga!

Até breve.

indomável disse...

Minha amiga de sabor a canela, louva-a-deus trota mundos africanos, saudades tenho eu muitas e como me avisas com a antecedência mais politicamente correcta do mundo, aviso-te eu já que quando estou de piela sou do piorio, o riso propaga-se de tal forma pelas paredes e poros dos sitios onde estou, que num instantinho fica tudo contagiado!
Tu és possessa, és possuida pelo espirito ancestral das palavras mágicas. Sei que de Luanda me vais trazer o melhor - as recordações, os sons, os aromas... as saudades.
Tenho, como o alf, uma inveja amiga, luzidia, saudosa...
Vem depressa minha amiga, mas não muito depressa. 1º porque tenho que me preparar para a piela. 2º porque quanto mais depressa vieres, mais depressa te vais...